RESUMO: O campo da avaliação psicológica para o porte de arma apresenta dificuldades e limitações em sua fundamentação e exercício profissional, com base na legislação brasileira vigente. Para que ela possa se desenvolver, faz-se necessário sistematizar o que tem sido desenvolvido sobre o tema. Neste sentido, foi realizada uma revisão assistemático dos estudos nacionais que abordam à avaliação psicológica para porte de arma. Para tanto, foram realizadas buscas por meio da BVS-Psi de pesquisas que trouxessem, em seu título ou corpo, alguma referência à avaliação psicológica para o porte de arma, utilizando como descritores porte de arma, avaliação psicológica, avaliação psicológica para porte de arma. Os resultados apontaram para 2 artigos de natureza empírica, 14 trabalhos de anais, 2 dissertações e 1 livro. Optou-se por não se limitar o período de publicação em razão da pequena quantidade de trabalhos sobre o tema. Conclui-se que as pesquisas sobre avaliação psicológica para porte de arma de fogo são escassas e trouxeram limitadas contribuições, denotando um campo carente da atenção científica.

CANEDA, Cristiana Rezende Gonçalves  e  TEODORO, Maycoln Leôni Martins. Contribuições da avaliação psicológica ao porte de arma: uma revisão de estudos brasileiros. Aletheia [online]. 2012, n.38-39, pp. 162-172. ISSN 1413-0394.

Deixe uma resposta

Comment
Name*
Mail*
Website*